Souza explica declaração polêmica e diz que não vai para show e nega corpo mole



Souza vai para o terceiro ano no Bahia cheio de polêmicas

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no Fazendão, o atacante Souza justificou as suas declarações após a derrota do Bahia para o ABC-RN, domingo, em Pituaçu. "Fiquei chateado com meia dúzia de torcedores que me chamaram de veado, pô. O repórter veio me perguntei. O disse que eles podem me chamar do que quiser, menos de veado. Pô, tenho que responder o que eu acho. Se eu não puder fala também fica difícil", defendeu-se o jogador, que marcou apenas uma vez na temporada 2013.
As palavras de Souza repercutiram após o jogo e deixaram os torcedores do Bahia irritados. Para o atacante, porém, o episódio não mudará o que a torcida do Bahia acha dele. "Respondi para aqueles torcedores. Quem me conhece sabe que não sou disso. Não é meia dúzia de torcedores que vão abalar o carinho que a torcida tem por mim. Cheguei no Bahia em 2011 e vinha para cá porque tinha um projeto. E também pela torcida. Estou aqui vai fazer três anos. Sempre que vesti a camisa do Bahia procurei dar meu máximo. Sempre corri, sempre lutei", disse.
A complicada situação do Bahia, que está ameaçado de eliminação precoce no Nordestão, mudou a rotina dos jogadores. "Na minha folga, eu procuro fazer o que eu acho de melhor. Hoje tem a segunda melhor do mundo (Harmonia do Samba, no Wet). Vou fazer o que lá na situação que o Bahia se encontra e tem jogo importante na quarta-feira? Eu gostaria de ir, mas não tem como. Se a gente tivesse ganhado o jogo e já tivesse classificado, realmente eu iria. Todo jogador de futebol sabe o momento certo de sair e beber sua cerveja", afirmou.
Souza confirmou que a diretoria deve salários aos jogadores, mas refutou os boatos de que isso teria afetado o desempenho do time nos últimos jogos. "Quando passamos por momentos difíceis, temos que estar aqui para responder essas perguntas. O torcedor está chateado. Não jogamos bem, fizemos uma péssima partida. Foi vergonhoso não só para o torcedor, mas para gente também. Estamos há dois meses sem receber salário, mas não é a primeira vez. Então não é por causa de salário que estamos nessa condição", garantiu o jogador.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.